O jornalista espanhol Javier Espinosa, correspondente do diário El Mundo, e o fotógrafo independente Ricardo Garcia Vilanova foram raptados na Síria, em 16 de setembro, por um grupo ligado à Al-Qaida, anunciou hoje o diário.

Os dois jornalistas foram raptados na província de Raqqa, na proximidade da fronteira com a Turquia, quando se preparavam para sair da síria, ao fim de duas semanas de reportagem, informou o jornal espanhol no seu sítio na internet.