O rapaz foi encontrado pela polícia atrás de uma parede falsaem Atlanta, no estado da Geórgia.mas foram precisas duas buscas para encontrar o menino




Uma informação que, afinal, estava mesmo correta.

o próprio menino conseguiu contactar a mãe pelo telemóvel e avisa-lá do seu paradeiro.



O pai, Gregroy Jean, de 37 anos e a madrasta, Samantha Joy Davis, de 42, foram detidos e acusados de cárcere privado, crueldade contra a criança e obstrução às autoridades. Três outras pessoas também foram acusadas por um alegado envolvimentos nos crimes.

«Eles eram muito simpáticos, muito abertos. O rapaz não apresentava qualquer sinal de perturbação. Esta é a prova de que nunca se sabe o que se passa dentro de quatro paredes», referiu Julie Pizarro ao canal WXIA.