A polícia indiana divulgou esta terça-feira que acusou formalmente o ex-dirigente do painel de peritos da ONU para as alterações climáticas Rajendra Pachauri de assédio sexual, na sequência de uma queixa de uma antiga colega daquele perito.

A polícia apresentou as acusações contra Rajendra Pachauri num tribunal de Nova Deli, mais de um ano depois da mulher, com cerca de 29 anos, ter apresentado a queixa.

Segundo a mulher, o perito enviou-lhe textos e mensagens de correio eletrónico (‘emails’) inapropriados.

Rajendra Pachauri era dirigente do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas em 2007, quando o organismo foi distinguido com o Prémio Nobel pelos seus esforços na disseminação de conhecimento sobre mudanças climáticas provocada pelo homem e por dar as bases necessárias para agir contra essas mudanças.