Pelo menos cinco pessoas morreram esta sexta-feira num novo bombardeamento aéreo israelita sobre a província síria de Quneitra, na parte não anexada dos Golã, anunciou a televisão estatal síria.

A televisão precisou que as vítimas eram "civis não armados".

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) indicou que neste ataque, realizado na sequência de uma série de bombardeamentos israelitas na quinta-feira, na mesma província, morreram também dois milicianos do regime de Bashar al-Assad.

Antes já tinha sido notícia, a morte de uma pessoa após raides da força aérea sobre uma posição militar síria na parte não anexada dos montes Golã. Um ataque que fez também sete feridos, segundo uma fonte militar em Damasco.

"A aviação inimiga atacaou às 23:30 (21:30 de Lisboa) uma posição militar na direção de Qouneitra, fazendo um mártir e ferindo sete soldados", precisou a fonte citada pela agência governamental síria Sana.