«A passagem é aberta por dois dias para facilitar o tráfego, sobretudo do Egito para Gaza», disse o responsável, precisando que o objetivo é permitir a passagem de milhares de palestinianos que ficaram retidos no Egito após o encerramento do posto fronteiriço.