O operador da central nuclear de Fukushima revelou, esta segunda-feira, ter lançado ao mar 1.130 toneladas de água com baixos índices de radioatividade devido ao receio de que as fortes chuvas provocadas pelo tufão Man-yi agravassem a acumulação de água contaminada na central.

A Tokyo Electric Power (TEPCO) revelou ter lançado a água no Oceano Pacífico aproximadamente um total de 8,85 becqueréis de água contaminada de chuva acumulada em volta dos tanques de armazenamento da central.

De acordo com a TEPCO, a água atirada ao mar, que tinha várias substâncias tóxicas tinha índices radioativos inferiores aos limites, concretamente com um máximo de 24 becqueréis, abaixo do limite de 30 becqueréis.