A Qatar Airways está perto de conseguir o recorde de voo direto mais longo do mundo. A companhia aérea deverá lançar uma viagem sem escala entre Doha, capital do Qatar, e Auckland, na Nova Zelândia: um percurso de 14.500 quilómetros que será feito em 18 horas e meia de viagem. A nova rota faz parte do plano de crescimento da empresa, anunciado pelo CEO Akbar Al Baker durante uma entrevista.

O recorde atual é da Qantas, com um voo de 16 horas e 55 minutos entre Dallas, nos Estados Unidos, e Sydney, na Austrália.

Mas este recorde da Qantas já tem data marcada para acabar. A partir do dia 31 de março a Emirates vai lançar uma nova rota direta entre Dubai, nos Emirados Árabes, e Cidade do Panamá. A viagem vai demorar 17 horas e 41 minutos.

Todavia, nenhum destes voos supera o recorde do antigo voo de Singapura a Newark, nos Estados Unidos, da Singapore Airlines, que durava 18 horas e 50 minutos. A rota foi interrompida em 2013, mas a companhia já fez saber que pretende reativar este percurso, de mais de 15.300 quilómetros, em 2018.


Veja uma lista com os atuais voos diretos mais longos do mundo:

1) Dallas - Sydney, Qantas. 16h55m
2) Jidá - Los Angeles, Saudia. 16h40m
3) Joanesburgo - Atlanta, Delta. 16h40m
4) Dubai - Los Angeles, Emirates. 16h35m
5) Abu Dabi - Los Angeles, Etihad. 16h30m
6) Doha - Los Angeles, Qatar Airways. 16h25m
7) Dubai - Houston, Emirates. 16h20m
8) Dallas - Hong Kong, American Airlines 16h20m
9) Abu Dabi - São Francisco, Etihad. 16h15m 
10) Dubai - São Francisco, Emirates. 15h50m