A Coreia do Norte qualificou hoje como “ato de guerra” as novas sanções aplicadas na sexta-feira pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas contra Pyongyang pelos seus programas nuclear e de mísseis balísticos.

“Nós rejeitamos totalmente as últimas sanções da ONU”, declarou o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte.

Num comunicado divulgado pela agência de notícias oficial KCNA, a diplomacia norte-coreana considera as sanções “um atentado violento contra a soberania” do país e “um ato de guerra que destrói a paz e a estabilidade da península coreana e da região”.