A Coreia do Norte testou no sábado com “sucesso” um míssil lançado a partir de um submarino e tem capacidade para atacar Seul e Washington quando quiser, disse o líder do país, citado hoje pela imprensa oficial norte-coreana.

O Ministério da Defesa da Coreia do Sul revelou no sábado que a Coreia do Norte havia lançado, no mesmo dia, um míssil balístico de um submarino no mar do Japão mas que, aparentemente, o teste falhou, uma vez que o projétil só percorreu uma distância de 30 quilómetros.

No entanto, a agência oficial KCNA escreveu hoje que o teste, que foi monitorizado pessoalmente por Kim Jong-un, confirmou "a fiabilidade do sistema norte-coreano de lançamento submarino".

"[Pyongyang] tem agora a capacidade para atacar os líderes das forças fantoche da Coreia do Sul e dos imperialistas dos EUA quando quiser", terá afirmado o líder da Coreia do Norte, segundo a KCNA.

Os EUA e o Reino Unido já vieram dizer que o teste voltou a violar resoluções das Nações Unidas e apelaram à contenção de Pyongyang.

A Coreia do Norte realizou o quarto teste nuclear em janeiro e lançou um foguetão em fevereiro, que a comunidade internacional considerou um teste de mísseis de longo alcance encoberto. Desde então, já fez uma série de testes de mísseis de curto e médio alcance.