O papa escreveu esta quinta-feira ao Presidente da Rússia para que os membros do G20, reunidos em São Petersburgo, continuem a procurar uma solução de paz e «abandonem a busca fútil de uma solução militar», anunciou o Vaticano.

Na carta, dirigida a Vladimir Putin, na qualidade de presidente do G20, Francisco lembra as desigualdades económicas e sociais, condena os «massacres inúteis» no Médio Oriente, lançando um apelo contra qualquer solução armada, afirmou o porta-voz do Vaticano, o padre Federico Lombardi.

«Aos dirigentes presentes, a cada um deles, lanço um apelo do fundo do coração para que ajudem a encontrar caminhos que ajudem a ultrapassar as posições conflituosas e abandonem a busca fútil de uma solução militar», afirma o papa na carta.