A polícia brasileira dispersou na quarta-feira, com gás lacrimogéneo e balas de borracha, manifestações nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo contra a corrupção.

Em São Paulo, duas manifestações reuniram nas ruas centenas de pessoas contra uma alegada fraude na concessão de contratos ferroviários, estando a ser investigada a participação de multinacionais do setor e de funcionários públicos, e terminaram junto à Câmara Municipal e à Assembleia Legislativa regional, de acordo com a imprensa local.

Cerca de 40 encapuzados cortaram o cordão policial e invadiram a sede da Câmara Municipal, tendo sido depois retirados pela polícia do local.