Cerca de 3.000 jovens saíram, esta segunda-feira, à rua, pela terceira vez, no Peru em protesto contra a lei laboral juvenil, reivindicando que seja derrogada por considerarem que reduz os seus direitos.

Várias organizações estudantis, políticas e sociais convocaram uma concentração numa praça no centro da capital, Lima, onde se deu início a uma marcha rumo à sede da Confederação Nacional de Instituições Empresariais (Confiep), onde se manifestaram contra os dirigentes da maior associação empresarial do Peru que apoiam esta legislação.

Ao fim de duas horas de marcha, os manifestantes chegaram às imediações da Confiep, no centro empresarial do distrito de San Isidro, mas um cordão policial impediu-os de aceder ao local.