A oposição na Tailândia mantém-se nas ruas como milhares de apoiantes com o objetivo de derrubar o Governo de Yingluck Shunawatra e tem agora como objetivo os centros chave das telecomunicações do país.

Além de ocuparem vários ministérios ou impedirem o seu funcionamento, os manifestantes, que integram o «Movimento Civil para a Democracia» liderado pelo ex-vice-primeiro-ministro Suthep Thaugsuban querem apelar a que os funcionários da Organização de Telecomunicações da Tailândia e da Autoridade das Telecomunicações não compareçam ao trabalho para que as telecomunicações parem no país.

Os líderes dos protestos, que têm agora o apoio do Partido Democrata de Abhisit Vejjajiva, formação política afastada do poder pelo Puea Thai de Yingluck Shinawatra, esperam uma ainda maior adesão popular durante o fim de semana e já declararam domingo como o dia da vitória sobre o Governo, numa altura em que a Tailândia se prepara para assinalar o aniversário do rei Bhumibol Adulyadej, habitualmente assinalado em clima de paz e tranquilidade.