A polícia libanesa viu-se forçada a disparar vários tiros para o ar, este domingo, em Beirute, capital do Líbano, para tentar travar o avanço de manifestantes que protestam junto a edifícios governamentais.

De acordo com a agência Reuters, os protestos, motivados pelo acumular de lixo pelas ruas, decorreram perto do gabinete do primeiro-ministro, Tammam Salam, no centro da capital e fizeram 16 feridos.

O grupo de manifestantes atirou pedras, garrafas e outros objetos a uma equipa da polícia de intervenção e tentou retirar barricadas, o que levou a polícia a usar gás lacrimogéneo e a usar canhões de água para dispersar a multidão.

Este é o segundo dia de protestos, no sábado, cerca de três dezenas de pessoas ficaram feridas em confrontos com a polícia.