Um adolescente morreu na madrugada de quarta-feira no Estado venezuelano de Mérida, depois de ter sido ferido durante um protesto pela escassez de alimentos, afirmou o deputado Carlos Paparoni, da Assembleia Nacional.

Segundo este parlamentar da oposição, a morte de Jean Paul Omaña, de 17 anos, ocorreu no seguimento de assaltos a estabelecimentos comerciais em Lagunillas, naquele Estado, depois de as pessoas não terem conseguido comprar leite que as autoridades tinham colocado à venda.

O político adiantou que Omaña apresentava uma ferida no pescoço feita por arma de fogo e outras causadas por disparos de chumbo feitos pela polícia.