Elaborados pela «Worker's Party of Korea» e divulgados pela agência oficial de notícias «KCNA», os slogans fazem parte da implacável propaganda a que os norte-coreanos estão sujeitos todos os dias.

«Vamos tornar-nos um país de cogumelos» ou «Cultiva legumes em estufas» são exemplos de slogans que através de um tom imperativo pretendem levar os habitantes a agir de acordo com os mesmos.

«Estamos enterrados numa permanente avalanche de slogans.(...) Tivemos de decorar um monte de slogans para mostrar a nossa lealdade, mas lentamente perderam significado, especialmente depois da fome na década de 90», afirma um opositor à ideologia política, Lee Min-Bok, que fugiu para o sul há 14 anos.

Existem alguns sites criados por desertores que alteram os slogans originais para outros que refletem a verdadeira realidade do país e acabam por se tornar alvo de piada entre os norte-coreanos.

As frases propagandistas, agora divulgadas, estão divididas em diversas partes. Existe uma secção dedicada aos crimes cometidos pelos EUA contra a Coreia do Norte que pretendem reforçar a necessidade de manter o exército robusto. A secção de agricultura que salienta a necessidade de aumentar a produção de alimentos e a secção militar que não só enaltece o exército nacional como as mulheres dos oficiais.