O Irão não aceitará qualquer acordo com as grandes potências sobre o seu programa nuclear se ele não incluir o direito ao enriquecimento de urânio, afirmou esta quinta-feira o líder da equipa de negociadores de Teerão em Genebra.

«Nenhum acordo que não inclua o enriquecimento de urânio do início ao fim será aceite», escreveu Araghchi na sua conta do Twitter, citada pela agência oficial iraniana Irna.

O negociador iraniano considera que o «principal obstáculo [para um acordo] é a falta de confiança» e alerta que, enquanto ela não for restabelecida, não haverá «negociações construtivas».

O chefe da diplomacia francesa disse hoje esperar que o Irão e as grandes potências alcancem um «acordo sólido» sobre o programa nuclear iraniano.

Em declarações ao canal de televisão France 2, Laurent Fabius defendeu que «este acordo só é possível numa base de firmeza», considerando, no entanto, que o Irão «tem o direito de utilizar o nuclear civil, mas não a bomba atómica».