A cadeia de lojas Primark recolheu milhares de chinelos em lojas do Reino Unido, depois de descobrir uma substância química cancerígena. Entre os chinelos retirados estão os de cor preta, azul e cáqui da gama masculina.  

O produto que estava à venda desde janeiro, só foi recolhido no passado mês de junho, no entanto, para quem já tenha adquirido o produto, a Primark está a reembolsar os clientes sem que estes tenham de apresentar qualquer comprovativo de compra.

Em comunicado, a empresa refere que o produto em causa “não corresponde aos altos padrões da Primark”.

“Encontrámos níveis de uma substância em excesso relativamente a 1,0mg/kg”, acrescenta.

A substância possivelmente cancerígena chama-se criseno, um produto químico usado para criar tintas escuras.

Após esta descoberta, a empresa mandou suspender a confecção dos chinelos até a investigação estar concluída.

Apesar do sucedido, um porta-voz da Primark disse ao The Guardian que, “nos níveis encontrados nos chinelos, acreditamos que o risco de saúde e segurança para os nossos clientes é mínimo”.