Cerca de 1.400 pessoas entraram com uma ação num tribunal de Tóquio contra três empresas que fabricaram os principais componentes de tecnologia nuclear da central atómica de Fukushima, por as considerarem responsáveis pelo acidente de 2011.

Os requerentes pedem às japonesas Toshiba, Hitachi e à norte-americana General Electric uma compensação simbólica de 100 ienes (cerca de setenta cêntimos de euro) para cada um dos requerentes dos prejuízos provocados pelo acidente, informou hoje a estação de televisão pública NHK.

As cerca de 1.400 pessoas consideram que os três fabricantes de tecnologia nuclear não tomaram as medidas necessárias, apesar de especialistas terem salientado a possibilidade de ocorrência de um acidente grave em caso de tsunami.