Uma americana intentou uma ação no tribunal de Chicago contra a Starbucks, por alegada falta de cafeína numa bebida fresca à base café e demasiado gelo.

De acordo com a queixosa, Stacy Pincus, a “empresa oferece os tamanhos de bebida Alto, Grande, Venti e Trenta”, mas que “um cliente Starbucks que ordena uma bebida fria Venti recebe apenas 14 onças da bebida [cerca de 400 ml], pouco mais de metade do valor anunciado”, como pode ler-se no CourtHouse News, dede 29 de abril.

Stacy Pincus assume-se, de acordo com o site, como representante de todos os clientes do Starbucks que ao longo dos últimos dez anos foram “defraudadas”. A acusação argumenta ainda com “quebra de confiança” e “enriquecimento sem causa”.

Em defesa da marca de cafés, com lojas espalhadas por todo o mundo, James Riley, porta-voz da Starbucks, disse que a acusação “não tem fundamento”, já que “os clientes entendem que uma bebida gelada tem de ter gelo” e que “se um cliente não estiver satisfeito, pode sempre pedir uma nova”.