Sofia Hellqvist é a próxima plebeia a tornar-se em princesa. Com casamento marcado com o príncipe Carl Philip da Suécia para dia 13 de junho, Sofia tem um passado polémico que fez o povo sueco mostrar o seu descontentamento pela escolha do príncipe da Suécia.

Depois do anúncio do noivado, ao fim de quatro anos de namoro, a Casa Real da Suécia iniciou o processo de transformação de imagem da namorada do príncipe. De fora do currículo oficial da noiva de Carl Philip - onde consta a sua formação em Nova Iorque e a sua fundação para ajudar crianças desfavorecidas - ficou a vitória de Sofia no reality show "Paradise Hotel", em 1995, a produção fotográfica para a revista masculina Slitz, onde aparecia nua, apenas com uma serpente à volta do corpo e o seu trabalho como stripper e empregada de discotecas.
 
Após a “maquilhagem” do currículo, a família real sueca tratou de passar a imagem de que Sofia era bem aceite no seio dos Bernadotte. Assim, a noiva de Carl Philip passou a aparecer em eventos oficiais e a entrar, a pouco e pouco, na agenda da família real, para que os relatos de mau estar, principalmente entre Sofia e a princesa Madalena, se dissipassem. 

O terceiro passo foi mudar a imagem da noiva. Para isso, a futura princesa contratou os serviços de Camilla Astrand, uma profissional de moda e estética, que a ajudou a aproximar-se do protótipo de princesa. A primeira mudança foi a cor de cabelo e a seguir o estilo de roupa: Sofia passou a vestir-se de forma mais formal e com peças de grandes marcas. O último passo foi apagar a tatuagem no braço esquerdo e desfazer-se do piercing no umbigo.
 

“Conheci a magia do amor com a Sofia”


O casamento acontece já no próximo sábado e, na passada semana, Carl Philip e a noiva deram uma entrevista à televisão sueca TV4, onde mostraram ao mundo como estão apaixonados. 

“Provavelmente não tinha conhecido a magia do amor antes de encontrar a Sofia, mas agora sinto que o amor pode transformar uma pessoa”, afirmou Carl Philip.


Também Sofia aproveitou a entrevista para se declarar ao seu “melhor amigo”, por quem se apaixonou à primeira vista.

No entanto, apesar do povo sueco se ter mostrado rendido ao amor do casal, houve quem não gostasse do que ouviu. Emma Pernald, que manteve uma relação de 10 anos com o príncipe, mostrou-se magoada ao ouvir Carl Philip dizer que só conheceu “a magia do amor” com Sofia.

“Foi estranho ouvir o príncipe dizer aquilo. Eu sim senti amor durante os dez anos que estivemos juntos”, afirmou Emma, que após o término em 2010 casou e teve duas filhas.


Durante muitos anos, Emma Pernald foi a noiva perfeita para os suecos, tanto que a continuam a preferir ao invés de Sofia. Tudo porque Emma descende de uma família com posses e estudou numa das melhores universidades da Suécia. Apesar da relação com Carl Philip ter terminado, Emma manteve uma relação próxima com a família real sueca: é uma das melhores amigas da princesa Madalena e marcou presença no seu casamento e no batizado da princesa Leonore.

Este será o último casamento de um herdeiro dos reis Suecos. Carl Philip, de 36 anos, terceiro na linha de sucessão, não fugiu à tendência familiar de se apaixonar por uma plebeia. 

Recorde-se que a princesa herdeira subiu ao altar em 2010 com o seu personal trainer depois do casamento ter sido autorizado pelo Governo, para infelicidade do povo sueco. O casamento entre a princesa Victoria e Daniel Westling aconteceu a 19 de junho de 2010. Já a princesa Madalena rompeu o noivado com Jonas Bergstrom quando o casamento já estava marcado, por suspeita de traição por parte do noivo. Três anos depois, Madalena viria a subir ao altar com Christopher O'Neill, um corretor da bolsa norte-americana.