Como qualquer bebé, Charlotte, recém-nascida, é o centro das atenções da família. Mas, quando esse bebé, com menos de uma semana, é uma princesa, então passa a ser o centro das atenções de toda a gente.
 


Por isso, os Duques de Cambridge, Kate e William, assinaram uma carta distribuída pela polícia de Norfolk a avisar os “mais curiosos” que devem ficar longe da casa de campo da realeza, respeitando a privacidade da família de monarcas. Fotógrafos e paparazi devem manter as distâncias e, com isso, exclui-se também o “uso de lentes de longo alcance” como explica a carta a que a Sky teve acesso.


 
Sempre assediado pelos media, o casal tem má memória de umas fotos de Kate em topless durante umas férias e há quem considere que William ainda hoje culpa a imprensa pela morte da mãe, num túnel de Paris, em 1997, vítima de um acidente de viação quando o motorista tentava despistar um paparazi.
 
Sendo difícil escapar da popularidade – afinal, três dos candidatos à sucessão da Rainha Isabel II são da mesma família – e a exemplo do que tem acontecido com o pequeno George de quase dois anos, o casal tenta levar uma vida normal, como qualquer família normal.


 
Como qualquer família normal, sim, mas com as suas diferenças, ou não tivesse a mansão, para onde o casal se mudou na quarta-feira, dez quartos, incluindo um para cada ama.