O primeiro-ministro pró-russo da Crimeia, Serguei Axionov, afirmou que a incorporação desta república autónoma ucraniana na Rússia poderá ficar concluída «em meses» caso o referendo, convocado para domingo, avalize essa opção.

«Se a consulta popular disser que sim, que a Crimeia deve formar parte da Rússia, começaremos a trabalhar 24 horas por dia», disse o líder pró-russo, numa entrevista publicada esta segunda-feira pela agência oficial russa RIA-Novosti.

O primeiro-ministro da Crimeia, cuja legitimidade é negada pelo Governo central da Ucrânia, considerou que, a ser levado a cabo, esse processo seria concluído, «em meses», acrescentando que, em qualquer caso, a incorporação da Crimeia na Federação Russa requererá um período de transição, já que a república autónoma deverá adotar o rublo como meio de pagamento.