O primeiro-ministro do Luxemburgo, o liberal Xavier Bettel, já casou com o namorado, o arquiteto belga Gauthier Destenay, com quem namora desde 2010.

O casal chegou sorridente ao local da cerimónia, pelas 16:00, onde repórteres de órgãos de comunicação de toda a Europa aguardavam a sua chegada. 

O diário luxemburguês “L’essentiel” destaca que este é um “pequeno acontecimento histórico”. O Luxemburgo, um dos países mais pequenos da Europa, com cerca de 562 mil habitantes, é o único a ter, na atualidade, um primeiro-ministro homossexual.

A troca de alianças já aconteceu, mas o banquete só vai decorrer no sábado, num conhecido restaurante da região de onde o namorado é natural. Entre os convidados estará o primeiro-ministro belga, Charles Michel.

A proposta para a legalização do casamento entre homossexuais só foi aprovada no Luxemburgo em junho do ano passado. Dois meses depois, o primeiro-ministro afirmou ao "Los Angeles Times" que tinha sido pedido em casamento pelo namorado: "Ele pediu e eu disse 'sim'". A lei entrou em vigor em janeiro e agora, Bettel, com 42 anos, e Destenay, de 36, puderam, por fim, dar o nó.

Bettel tornou-se primeiro-ministro em 2013, para substituir o atual presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. Quando assumiu o poder, o governante liberal prometeu uma força modernizadora no país. Algumas das suas ideias incluem a alteração do direito de voto para os 16 anos e ainda a redução do limite de tempo dos mandatos políticos. 

Apesar de, atualmente, ser o único primeiro-ministro gay, não é, na verdade, o primeiro a assumir a sua homossexualidade. Na Islândia, por exemplo, a ex-primeira-ministra Jóhanna Sigurðardóttir também casou com a namorada, em 2010, quando desempenhava o cargo de chefe do executivo islandês.