Uma companhia de teatro espanhola vai vender revistas pornográficas em vez de bilhetes como forma de fugir ao IVA.

 
A diretora da companhia Primas del Riesgo descobriu algo «cómico» e «paradoxo». É que uma revista pornográfica está sujeita a uma taxa de 4 porcento de imposto sobre produtos, ao passo que os produtos culturais, como os bilhetes de teatro são taxados a 21 por cento. 

 
A companhia de teatro quer com esta atitude abrir o debate cultural sobre este assunto, como conta o jornal espanhol «Público». Medida posta em prática na peça que estreia a 25 de novembro. Leia o manifesto da companhia de teatro.