O ex-Presidente moçambicano Joaquim Chissano encontra-se hospitalizado desde o dia 13 no Hospital Militar de Pretória, África do Sul, devido a uma infeção gastrointestinal, informou hoje em comunicado o gabinete de imprensa da Presidência da República de Moçambique.

Segundo a nota de imprensa, Joaquim Chissano, de 76 anos, sentiu-se mal a caminho da África do Sul, quando regressava do Gana, onde recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Estudos e Desenvolvimento (UDS) daquele país africano.

«O antigo Presidente apresenta um quadro clínico estável e com tendência a melhoria, mas continua hospitalizado por decisão do corpo clínico, a fim de melhor acompanhar a evolução da sua saúde», indica o comunicado.

Na África do Sul, o antigo chefe de Estado moçambicano ia participar na reunião dos "Campeões para uma Geração Livre do HIV/SIDA", que contou com a presença de vários antigos chefes de Estado africano e personalidades da vida política e social do continente.

De acordo com o comunicado, o atual Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, está em permanente contacto com Joaquim Chissano e acompanha com atenção o seu quadro clínico.

Joaquim Chissano governou Moçambique de 1986 até 2005, sucedendo no cargo ao primeiro Presidente moçambicano, Samora Machel.