O ministro brasileiro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, declarou que o Partido dos Trabalhadores (PT) apoiará uma candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a um terceiro mandato na chefia do Estado em 2018, numa entrevista publicada este domingo.

Aloizio Mercadante, apelidado de «primeiro-ministro» da Presidente brasileira, Dilma Rousseff, recém-eleita para o segundo mandato, afastou a ideia de lhe suceder e disse ao diário «Folha de S. Paulo» que o PT «só tem uma referência para 2018»: o popular ex-presidente Lula.

«Ele é o meu candidato, sempre foi. Não tem essa discussão no PT. Quem está no coração da militância do PT é Lula. Eu não tenho essa pretensão e não está no meu horizonte», frisou Mercadante que foi, juntamente com Lula, um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores.

O PT detém a Presidência do Brasil há 12 anos consecutivos, desde os dois mandatos de Lula da Silva, entre 2003 e 2010, e Dilma Rousseff, ex-ministra da Casa Civil de Lula, ganhou as presidenciais em 2010 e no final de 2014.

Lula da Silva deixou o cargo com muita popularidade, graças aos ambiciosos programas sociais, que ajudaram a reduzir a pobreza.