O republicano Donald Trump e a democrata Hillary Clinton foram os grandes vencedores das primárias presidenciais realizadas nesta super terça-feira.

Com cinco Estados a votos, o magnata do imobiliário venceu na Florida (45,8%), no Illinois (38,8%) e na Carolina do Norte (40,2%), perdendo no Ohio para o senador da "casa", John Kasich (46,8%). Já no Missouri, a votação terminou sem um vencedor claro, com Trump (40,8%) e Ted Cruz (40,6%) muito próximos, podendo haver recontagem dos votos. 

A vitória de Trump na Florida levou à desistência do senador Marco Rubio, após derrota em "casa".  O abandono foi anunciado depois de se saber que, com mais de 80% dos votos contados, Trump conseguia 45,5% e Rubio 27,4%.

No discurso de vitória, em Palm Beach, Trump afirmou que esta jornada eleitoral foi uma "grande noite” e destacou a derrota de Rubio, que considerou ter sido “um adversário difícil”.

"Rubio foi um adversário difícil, fez uma grande campanha, é muito inteligente e tem um grande futuro.”

Por sua vez, Rubio falou aos apoiantes em Miami, num discurso cheio de críticas ao adversário. Disse que políticas que promovam a divisão do território irão tornar a América uma "nação fraturada" e classificou o atual momento político como um "verdadeiro tsunami".

"A América está no meio de uma real tempestade política, um verdadeiro tsunami e devíamos ter previsto que isto ia acontecer. Estamos do lado certo, mas, este ano, não estaremos do lado vencedor."

Entre os democratas, Hillary Clinton é a grande vencedora, com vitórias em quatro Estados - Florida (64,5%), Carolina do Norte (54,6%), Ohio (56,5%) e Illinois (50,5%). Em Illinois, a vitória tem uma importância simbólica, já que Clinton nasceu em Chicago, a cidade mais povoada deste estado.

À semelhança do que aconteceu entre os republicanos, também do lado democrata a luta está renhida no Missouri - Clinton conseguiu 49,6% dos votos e Bernie Sanders 49,4%, podendo haver recontagem dos votos. 

Perante centenas de simpatizantes reunidos no Centro de Convenções de West Palm Beach, na Florida, Hillary Clinton disse que depois das vitórias alcançadas “ficou mais perto” do objetivo de “ganhar a nomeação do Partido Democrata e as eleições de novembro”.

A ex-primeira dama destacou que a sua campanha “ganhou mais votos do que qualquer outro candidato republicano ou democrata”. 

Já Bernie Sanders, que saiu derrotado desta noite eleitoral, pediu aos democratas que ponham fim ao “status quo” e “pensem de forma inteligente” quando elegerem o candidato do partido para as presidenciais de novembro. O senador de Vermont discursou em Phoenix, capital do Arizona, estado que realiza as primárias democratas e republicanas dentro de uma semana.

“Esta campanha está a pedir aos norte-americanos que pensem de forma original, que pensem fora do status quo.”