Os candidatos à Casa Branca, a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump, tornaram públicos os seus historiais clínicos, na quarta-feira, para dissipar dúvidas sobre as suas capacidades para ocupar a presidência dos EUA.

A campanha da ex-secretária de Estado divulgou uma carta, de duas páginas, onde a sua médica, Lisa Bardack, afirma que Hillary Clinton, de 68 anos, “está sã e em forma para ser Presidente dos Estados Unidos”.

Com o relatório elaborado pela sua médica, Clinton pretende mitigar as especulações que surgiram depois da indisposição que sofreu, no domingo, numa cerimónia evocativa dos atentados do 11 de Setembro, causada por uma pneumonia que a obrigou a cancelar atividades da campanha durante três dias.

Por sua vez, Donald Trump, de 70 anos, entregou uma cópia do seu historial clínico ao apresentador do “The Dr. Oz Show” durante a gravação do programa, que vai ser transmitido esta quinta-feira. A informação que consta no documento, porém, não foi revelada à imprensa.

Mehmet Oz, o anfitrião do programa, afirmou à NBC News que ficou "surpreso" com a decisão do republicano, adiantando que o historial de Trump é "bom" para "um homem da sua idade".  

"Vi [o historial] e tentei processá-lo muito rápido e tenho a dizer, como médico, que é bom para um homem da sua idade."