As acusações do multimilionário Donald Trump contra a imigração mexicana marcaram a gala dos Prémios Platino em Marbella, Espanha, com o ator Antonio Banderas a defender a cultura “latina e ibero-americana”.

“Apesar das intenções loucas do senhor Donald Trump que nos quer dar um pontapé no ‘traseiro’ temos um grande orgulho em nos sentirmos unidos”, disse o ator espanhol Antonio Banderas depois de receber, na cidade onde nasceu, o prémio Platino de Honra das mãos da atriz Rita Moreno, 83 anos, de origem porto-riquenha.

Banderas disse que Hollywood já compreendeu a “dimensão real”, o indiscutível potencial e a “força dos latinos”.

Donald Trump, que se candidatou à presidência dos EUA, aproveitou a fuga da prisão de um dos maiores narcotraficantes mexicanos para reforçar o seu discurso anti-imigração.