O segundo maior jackpot na história dos Estados Unidos, um prémio de 758,7 milhões de dólares (cerca de 643,6 milhões de euros), foi conquistado com um único bilhete, comprado numa cidade de Massachusetts, de acordo com a AFP.

A entidade que gere o Powerball, o "Euromilhões americano", garante que se trata “do maior jackpot ganho com apenas um bilhete e do maior prémio de lotaria alguma vez atribuído a uma única pessoa”.

A vencedora do prémio é uma mulher de 53 anos, Mavis Wanczyk, que comprou o bilhete numa loja de conveniência em Chicopee, a cerca de 160 quilómetros de Boston.

Wanczyk contou à CNN que descobriu que tinha ganho o prémio no final do turno de trabalho no hospital, graças a um colega que reparpou nos números do bilhete.

Depois do choque inicial, agora Wanczyk só quer disfrutar de uma "reforma antecipada".

A mulher tem um ano para reclamar o prémio e pode optar por receber o dinheiro dividido, através de uma anuidade, ao longo de 30 anos, ou todo de uma só vez, numa soma que pode chegar aos 480,5 milhões de dólares (407,3 milhões de euros) - consoante os impostos do Estado onde for levantado.

No mesmo dia em que saiu o jackpot histórico, foram atribuídos mais 40 prémios. Seis jogadores ganharam cerca de dois milhões de dólares e 34 ganharam um milhão de dólares.

O jackpot de 758,7 milhões de dólares (643, 6 milhões de euros) é o mais alto do Powerball desde o recorde, de janeiro de 2016, de 1,6 mil milhões de dólares (cerca de 1,4 mil milhões de euros). Nessa altura, o prémio foi dividido entre três vencedores que ganharam 528.8 milhões de dólares (448.6 milhões de euros) cada um.

Na quarta-feira, foram muitos os que correram a comprar bilhetes do Powerball, para tentarem a sua sorte e ganharem o jackpot de 650 milhões de dólares (cerca de 551 milhões de euros), o valor anunciado inicialmente.