Um português foi encontrado morto numa praia nos arredores de Banguecoque, na Tailândia, confirmou à TVI fonte da secretaria de Estado das Comunidades. 

Julian David Carlos, de 22 anos e também com nacionalidade sul-africana, estava a estudar naquele país asiático e vivia num hotel perto do local onde foi encontrado sem vida.

A causa da morte está ainda por apurar, sendo que as autoridades apontaram num primeiro momento para um afogamento, devido a caimbrã ou convulsão.

A família mostrou-se de imediato indignada pela justificação e o pai, Carlos David, reagiu nas redes sociais.

 

O Julian não se afogou. Ninguém nada com roupas e com documentos de identificação no bolso. Há algo mais. Mas ninguém fala disso. Ele não tem tatuagens. Por isso, como é que o corpo ficou marcado?"

Julian foi encontrado vestido, com os documentos e a chave do hotel no bolso. Apenas o telemóvel terá desaparecido.

A autópsia estava marcada para esta quinta-feira, mas o gabinete do Secretário de Estado das Comunidades ainda não tem qualquer indicação da polícia local, apurou a TVI.

O gabinete do Secretário de Estado das Comunidades confirmou que está a trabalhar com o Consulado português na Tailândia para ajudar a família.