Mais de 58 mil pessoas chegaram à Florida, nos Estados Unidos, vindas de Porto Rico, após a passagem pela ilha, no passado dia 20 de setembro, do furacão Maria, informou na quarta-feira o governador do estado, Rick Scott.

Segundo o gabinete de Scott, desde 3 de outubro, quando o Maria se dissipou, chegaram através dos aeroportos de Miami e Orlando, bem como do de Puerto Everglades, mais de 58 mil porto-riquenhos.

O Governo estadual abriu nestes aeroportos, bem como no Porto de Miami, centros de assistência para as famílias da ilha que ficaram sem casa devido ao impacto do furacão, que já assistiram mais de 10 mil pessoas, segundo um comunicado.

Entre os que chegaram à Florida nas últimas semanas, assistidos por organizações humanitárias como a Cruz Vermelha, figuram cerca de 7.500 que chegaram em três embarcações operadas por companhias privadas.

Após a passagem do furacão Maria por Porto Rico, que até dezembro não terá restabelecida a totalidade do fornecimento energético, verificou-se um êxodo de residentes para a Florida, estado onde nos últimos anos se tem registado um fluxo crescente de imigrantes porto-riquenhos.