O presidente russo, Vladimir Putin e o novo presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, tiveram, esta sexta-feira, o primeiro encontro cara-a-cara e discutiram um possível acordo para travar o conflito no leste da Ucrânia.

Segundo a Reuters, as conversações decorreram Benouville, na Normandia, França, à margem do evento do 70º aniversário do dia-D (desembarque histórico dos Aliados na Normandia durante a segunda guerra mundial), e os dois líderes discutiram várias possibilidades para acalmar o conflito, mas também a forma que Moscovo vai utilizar para reconhecer o novo governo da Ucrânia.

«A conversa esteve relacionada com as medidas possíveis para a acalmar [a crise], incluindo como Moscovo pode vir a reconhecer a eleição de Poroshenko. Os detalhes de um cessar-fogo vão também ser discutidos nos próximos dias», afirmou um oficial do governo do presidente francês, François Hollande.

A mesma fonte afirmou, ainda, que as consequências económicas de um cessar-fogo também foram abordadas.

Vladimir Putin esteve, também, em conversações com o presidente norte-americano, Barack Obama, numa reunião «informal» que durou cerca de 15 minutos. Porém não foi revelado o que foi discutido entre os dois líderes.