As autoridades do Peru iniciaram quinta-feira as operações de transferência de cerca de 4.000 pessoas que vivem nas povoações afetadas pelas cinzas do vulcão Ubinas, no sul do país, revelou o ministro da agricultura, Juan Manuel Benites.

A operação vai prolongar-se por três dias e visa transferir as populações para uma «zona mais distante, para que esteja garantida a sua segurança e saúde devido às emissões de cinzas e fumos», disse o ministro à agência noticiosa nacional.

O mesmo responsável acrescentou que tem sido feito um acompanhamento contínuo da situação e, agora, foi tomada a decisão da relocalização temporária das populações e dos seus rebanhos, os ativos mais importantes da região.