'Popeye', ex-chefe dos sicários de Pablo Escobar, foi detido esta sexta-feira, anunciou Federico Gutiérrez, alcalde [equivalente a presidente da Câmara] de Meddelín.

Federico Gutierrez, o verdadeiro nome de Popeye, está acusado de conspiração e extorsão agravada e a Polícia conseguiu detê-lo quando este se apresentou no Ministério das Finanças.

O antigo braço direito de Pablo Escobar já tinha estado preso durante 23 anos, condenado pelo assassinato de de Luis Carlos Galán, candidato à presidência da Colômbia em 1989. Popeye já admitiu que matou mais 300 pessoas e planeou tirar a vida a outras 3000 a mando do chefe, crimes pelos quais nunca foi julgado. 

Está em liberdade desde 2014 e desde então que tem falado sobre os tempos em que fazia parte da rede de narcotraficantes de Escobar, tornando-se mesmo youtuber e participando numa série da Netflix.