Nos últimos dias, as praias de Hong Kong têm sido inundadas de lixo vindo da China continental. A situação está a preocupar ambientalistas e moradores.

Ainda que a poluição seja comum nas praias de Hong Kong, nunca antes se registou um volume tão grande de lixo.

Lixo na praia não é nada de novo, mas isto é completamente diferente do que vemos normalmente”, afirmou à CNN Gary Stokes, o diretor no Sudeste Asiático da organização de conservação de seres marinhos Sea Shepherd Conservation Society.

Os rótulos das embalagens denunciam a origem do lixo.

A maioria do lixo que normalmente encontramos é lixeira local de Hong Kong”, afirmou Stokes. “Mas este é, definitivamente, vindo do continente”.

Stokes encorajou as pessoas a denunciarem a situação e agora, nas redes sociais, habitantes de Hong Kong têm partilhado imagens que mostram lixo nas praias e a flutuar na água.

Ainda que grande parte do lixo pareça vir da China, a situação não está totalmente esclarecida e algum pode vir mesmo da pequena ilha de Wai Ling Ding, a sul de Hong Kong. Muitas entidades oficiais recusam-se a comentar o assunto.

Gary Stokes afirma que podem estar em causa descargas ilegais.

De acordo com a organização Coastal Watch, são apanhadas cerca de 15 mil toneladas de lixo marinho em Hong Kong todos os anos.

Em 2015, um relatório da Universidade da Georgia afirmava que a China – Hong Kong incluído – era o maior produtor de resíduos de plástico do mundo.