Pequim ficou em penúltimo lugar numa avaliação sobre a qualidade do ambiente em 40 cidades globais, sendo considerada «imprópria para viver», revelou esta quinta-feira a imprensa oficial chinesa.

Na avaliação, elaborada pela Academia de Ciencias Sociais de Xangai, a poluída capital chinesa é apenas ultrapassada por Moscovo.

«A grave poluição da atmosfera tornou Pequim imprópria para vir», diz o relatório da Academia citado pelo Diário de Xangai.

O governo municipal de Pequim anunciou na quarta-feira que vai encerrar este ano 300 fábricas poluentes para tentar «melhorar a qualidade do ar na cidade», considerada uma das capitais mais poluídas do mundo.

A lista das referidas fábricas será publicada até ao fim de abril, adiantou a agência noticiosa oficial chinesa.

De acordo com o novo plano para combater a poluição em Pequim, indústrias com grande consumo de energia, como cimenteiras e siderurgias, não serão «em princípio» aprovados pelo município.