O presidente dos Estados Unidos marcou, esta terça-feira, presença na homenagem fúnebre aos cinco polícias mortos em Dallas, no estado do Texas.

“Neste país não temos soldados das ruas ou milícias a ditar as leis. Pelo contrário, temos um serviço público de polícias, como aqueles que morreram”.

Barack Obama acrescentou: “Sabemos que a maioria dos agentes da polícia faz um trabalho duro e perigoso de uma maneira justa e profissional”, pelo que “eles merecem o nosso respeito e não o nosso desprezo”, apelando a que não se cataloguem todas as pessoas de modo igual, de acordo com a Reuters.

George W. Bush, antigo presidente, também marcou neste cerimonial. 

Micah Xavier Johnson matou cinco polícias e feriu sete há uma semana, em Dallas. Uma fonte do Governo revelou que Johnson fazia parte da reserva do Exército norte-americano. O homem de 25 anos manejava uma arma de fogo enquanto dizia à polícia que queria “matar brancos, em especial agentes policiais”. Johnson foi morto por uma bomba armadilhada pela polícia e transportada por um robô.