O antigo primeiro-ministro britânico Edward Heath, que morreu em 2005, aos 89 anos, está a ser investigado por alegados abusos sexuais de crianças. Polícias de pelo menos quatro distritos confirmaram já que estão a investigar queixas e testemunhos contra o antigo governante.
 
Estas notícias surgem um dia depois de se saber que a Independent Police Complaints Commission, um organismo independente que investiga a atuação das polícias no Reino Unido, estava a investigar o arquivamento de uma denúncia, nos anos 1990, sobre o alegado envolvimento de Edward Heath em abusos sexuais de menores.
 
De acordo com a Sky News, a polícia de Jersey confirmou que Edward Heath é suspeito de abusos sexuais de crianças na ilha, depois de queixas de que iria buscar crianças a abrigos para passeios de barco.

A polícia de Wiltshire também adiantou que recebeu várias denúncias, através de uma linha de ajuda criada para receber denúncias e testemunhos novos.
 
A polícia de Kent também recebeu o relato de uma alegada violação em East Kent, nos anos de 1960 (Edward Heath foi primeiro-ministro entre 1970 e 1974), também envolvendo Edward Heath.
 
A Polícia Metropolitana está também a investigar a queixa de um homem agora com 65 anos, que diz ter sido violado por Heath, quando tinha 12 anos.