Uma mulher polícia foi atropelada, ainda era quarta-feira à noite, à porta da residência do Presidente francês, François Hollande. O carro ia em contramão. Segundo a agência Reuters, duas pessoas foram detidas e a polícia ficou ferida.

Ainda não se sabe se o incidente tem ou não relação com os ataques terroristas que assolaram Paris, na semana passada, mas «aparentemente», não terão, refere a mesma agência.

Os órgãos de comunicação franceses citam testemunhas que dizem que o condutor se dirigiu deliberadamente em direção à polícia.

Para além disso, adiantaram que o carro estava em contramão, numa estrada de sentido único. Dentro do veículo, seguiriam quatro pessoas e duas foram detidas.

Depois dos ataques terroristas ocorridos na semana passada, que começaram com o assassinato de 12 pessoas no edifício do jornal satírico «Charlie Hebdo», França está em alerta máximo de segurança.

A capital francesa viveu três dias de terror, também com um assalto a um supermercado em que várias pessoas foram feitas reféns. Quatro chegaram mesmo a morrer. Noutro ponto da cidade, também uma mulher polícia foi atacada, acabando por perder a vida. Três dos quatro suspeitos que cometeram os ataques foram mortos pela polícia.