O governo chinês ordenou a retirada de pistas de atletismo "tóxicas" das escolas, após terem surgido vários problemas de saúde entre os estudantes, devido à exposição a resíduos industriais utilizados no fabrico daquelas instalações.

Segundo a agência oficial Xinhua, que cita o ministério da Educação chinês, as autoridades de inspeção de qualidade e de proteção ambiental vão examinar este verão todas as pistas de material sintético fabricadas recentemente.

O organismo frisa que os responsáveis pela instalação de pistas "tóxicas" serão "severamente castigados" e que o fabrico de novas instalações fica também suspenso até que as autoridades revejam os contratos, para assegurar a qualidade dos materiais.