A obra «Portrait of George Dyer Talking» de Francis Bacon tornou-se na tela individual mais cara do pintor britânico, ao ser vendida num leilão em Londres por 42,19 milhões de libras (50,20 milhões de euros).

De acordo com o «The Telegraph», a obra, que retrata um dos amantes de Francis Bacon (1909-1992), foi arrematada num leilão organizado pela Christie's, em Londres. Isto três meses depois de o tríptico «Três estudos de Lucian Freud», do mesmo artista, ter sido vendido por 106 milhões de euros, o preço mais alto de sempre de uma obra de arte num leilão.

Francis Bacon fez o retrato de George Dyer em 1966. Os dois homens conheceram-se em 1963 num bar do bairro londrino do Soho.