Um novo retrato de William Shakespeare foi apresentado na segunda-feira no Reino Unido. A obra pertence a uma colecção privada com vário séculos de uma família irlandesa e estima-se que foi pintada por volta de 1610 quando o dramaturgo tinha 46 anos.

O quadro foi apresentado em Londres como sendo a única imagem de Shakespeare pintada enquanto era vivo. A obra foi anunciada por Stanley Wells, presidente do Shakespeare Birthplace Trust e professor, especialista do escritor, na Universidade de Birminghan. Stanley Wells está convencido que a pintura a óleo permaneceu durante séculos na colecção da família irlandesa e que serviu de fonte para muitas cópias. De acordo com a «Time» o especialista garantiu que não acredita que «alguém que olhe para ele tenha dúvidas de que se trata da pintura original».

Até aos dias de hoje, apenas duas imagens de William Shakespeare tinham sido aceites como originais. Uma é o busto que está exposto na Igreja da Santíssima Trindade, em Stratford-Upon-Avon, local onde o dramaturgo foi sepultado em 1616, outra é uma gravura que está no Primeiro Fólio que foi publicado postumamente em 1623.

A família Cobbe nunca suspeitou que a imagem retratasse Shakespeare, mas em 2006 numa visita a uma exposição na National Portrait Galery sobre o tema «À procura Shakespeare», o restaurador de arte, Alec Cobbe, reparou que a pintura que tinha em casa era muito semelhante aos retratos sugeridos como sendo o dramaturgo. Cobbe submeteu a pintura a vários testes científicos como raio-X e infravermelhos. Os testes revelaram que o retrato datava de 1610, seis anos antes da morte do escritor.

A pintura de Shakespeare vai estar em exibição por vários meses em Londres, na Shakespeare Birthplace Trust em Stratford-Upon-Avon, a partir de 23 de Abril, data do nascimento e falecimento do autor. A família Cobbe não tem planos para vender a obra de arte e pretende ficar com ela após a exibição.