O chefe do governo interino da Líbia, Abdallah al-Theni, anunciou esta quarta-feira «o fim da crise petrolífera», depois de ter assumido o controlo de dois portos ainda bloqueados pelos rebeldes no leste do país.

Na conferência de imprensa conjunta com Al-Theni, o líder dos rebeldes Ibrahim al-Jadhran declarou o fim do bloqueio dos terminais de Ras Lanuf (200.000 barris por dia) e de Al-Sedra (350.000 barris/dia).

«Hoje assumimos o controlo dos portos de Ras Lanuf e Al-Sedra. A crise petrolífera chegou ao fim», declarou Al-Theni.