Cuba forneceu na quarta-feira, pela primeira vez, informações técnicas sobre o seu potencial petrolífero a peritos dos EUA, quando os dois Estados negoceiam uma aproximação bilateral histórica.

“Temos convidados norte-americanos que participam” na 6.ª convenção cubana das ciências da Terra, em Havana, declarou Pedro Sorzano, diretor das atividades da empresa petrolífera estatal Cupet, em conferência de imprensa, citado pela Lusa.

A Cupet apresentou durante a convenção um “resumo técnico” sobre o potencial da zona cubana situada no Golfo do México, aberta ao investimento estrangeiro.

Outro dos progressos feitos até ao momento foi anunciado ontem mesmo, terça-feira: EUA e Cuba vão voltar a ter ligação por "ferry".