"Temos um consenso sobre isso no nosso país. Podemos fazê-lo e vamos fazê-lo", garantiu o ministro timorense, ressalvando: "Claro que não vamos explodi-los com as pessoas lá dentro".

O governante falava aos jornalistas numa curta conferência de imprensa conjunta com a ministra dos Assuntos Marinhos e das Pescas da Indonésia, Susi Pudjiastuti, após a assinatura de um memorando de entendimento para reforço da cooperação entre os dois países na área das pescas, especialmente no combate à pesca ilegal.