Dois corpos foram encontrados numa praia no noroeste do Japão, perto de destroços de um barco de madeira aparentemente da Coreia do Norte, anunciou a polícia japonesa.

Os corpos estavam em avançado estado de decomposição “e não tinham nada que permitisse identificá-los”, explicou um responsável da polícia da ilha de Sado, perto da localidade de Niigata, onde os corpos foram recuperados, separadamente, no fim de semana.

Vários indícios levaram as autoridades a suspeitarem que se tratavam de pescadores da Coreia do Norte: 11 caixas de tabaco do país foram encontradas perto de um dos corpos, enquanto inscrições em coreano eram visíveis nos coletes salva-vidas e no barco, indicou a polícia.

Dezenas de embarcações de pesca norte-coreanas naufragam anualmente nas costas do noroeste do Japão e, por vezes, os tripulantes são encontrados vivos.

Na passada sexta-feira, oito marinheiros norte-coreanos foram resgatados em Yurihonjo, a mais de 200 quilómetros de Niigata, na sequência de problemas mecânicos da embarcação também em madeira.

Segundo os especialistas, os pescadores norte-coreanos são incitados pelo regime de Pyongyang a aventurarem-se no mar do Japão, limitado pelo arquipélago nipónico, a península coreana e a Rússia, para tentarem obter pesca grossa.

Os pescadores correm grandes riscos, já que as embarcações são normalmente antigas e mal equipadas.