As autoridades peruanas recapturaram um prisioneiro que estava fugido há mais de um ano. A fuga insólita aconteceu depois do verdadeiro criminoso ter enganado os guardas prisionais ao trocar de lugar com o seu irmão gémeo que na altura o visitava na prisão. 

Alexander Delgado encontrava-se a cumprir pena de prisão de 16 anos por abuso sexual de menores e roubo. Mas, a 10 de janeiro de 2017, conseguiu sair pela porta da frente do estabelecimento prisional de Lima, no Perú, depois de, alegadamente, ter conseguido drogar o irmão (Giancarlo Stuard) e, posteriormente, trocado de roupa e documentos. Os guardas prisionais só se terão apercebido horas depois.

No entanto, um ano mais tarde a captura acabou por acontecer. No passado dia 12 de fevereiro, Alexander foi detido pelas autoridades - que o monitorizavam já há algum tempo - na cidade de Callo, conforme confirmou o ministro do Interior do Peru no Twitter. 

Giancarlo Stuard chegou a ser suspeito de ajudar o irmão a fugir da prisão. Confrontado com o caso, este negou qualquer envolvimento com a fuga, garantindo ser uma vítima do estratagema de Alexander.

No entanto, os argumentos não convenceram os responsáveis da Divisão de Investigação de Sequestros local que, em declarações à BBC, disseram que esta foi uma estratégia premeditada. 

O irmão (Giancarlo) estava consciente do que estava a fazer. Sabia que receberia uma pena mais leve se se fizesse passar por vítima, convencendo as autoridades que tinha sido drogado", contou um porta-voz da Divisão de Investigação de Sequestros à BBC

No entanto, Giancarlo não foi denunciado e continua em liberdade. Já Alexander Delgado vai agora ser transferido para uma prisão de segurança máxima.