Dois surfistas foram atacados, um dos quais, aparentemente, por um tubarão branco com quatro metros, na manhã desta segunda-feira, na praia de Cobblestones, em Gracetown, no sudoeste da Austrália, a cerca de 250 quilómetros da cidade de Perth.

A primeira vítima foi um surfista de 37 anos, que foi mordido na parte inferior da perna na praia de Cobblestones, em Gracetown, perto do local onde deveria ocorrer o torneio de surf Margaret River Pro. Eram oito da manhã (1:00 da madrugada, em Lisboa).

Mesmo com uma perna em má condição, o surfista teve a sorte de conseguir apanhar uma onda, apenas com o corpo, conseguindo chegar à praia.

Amigos usaram a corda da prancha como garrote, prestaram-lhe os primeiros socorros, até chegarem equipas de emergência que levaram a vítima para um hospital em Perth. Está internado, em condição estável e deverá ser operado.

O incidente foi de imediato reportado pelos meios de comunicação locais e levou à suspensão temporária do Margaret River Pro, um torneio de surf do circuito mundial.

 

 

Tubarão branco de quatro metros

Sem saber do caso ocorrido de manhã, cerca das 14:30 locais, um outro surfista de 41 anos foi atacado na praia de Lefthanders, próxima daquela onde ocorreu o primeiro ataque.

Jason Longrass foi a segunda vítima. Disse aos repórteres que não tinha ouvido falar sobre o primeiro ataque de tubarão e não sabia que a praia estava fechada. Achou até estar com sorte em encontrar o areal tão vazio.

O surfista afirmou ter sido atacado por um grande tubarão branco de 4 metros de comprimento. Conseguiu empurrá-lo, após o animal ter mordido a sua prancha e conseguiu voltar à praia, onde foi assistido por equipas médicas a escoriações ligeiras.

Ataques fatais

Os ataques de tubarão ocorridos na manhã desta segunda-feira estão agora a ser investigados pelas autoridades australianas, que estão autorizadas a eliminá-los quando constituam uma "séria ameaça" aos banhistas.

Uma possível explicação para os ataques ocorridos poderá estar na carcaça de baleia-bicuda encontrada numa praia próxima, sabendo-se que estas carcaças ensanguentadas atraem tubarões.

Na zona de Perth e no sudoeste da Austrália registaram-se três ataques fatais desde o ano de 2004, quando um homem chamdo Bradley Smith foi fatalmente atacado por um grande tubarão branco. Depois, em 2010, Nick Edwards, de 31 anos, também morreu quando surfava na praia de South Point e passados três anos, Chris Boyd, de 35 anos, foi morto perto, em Umbies.